Notícias

Funcionário Nota 10 – Agosto/2016

Saiba Mais

Homenagem aos Doutores do Sorriso

Em 07 de Setembro comemoramos dois anos de parceria. Gostaríamos de agradecer todo o carinho, dedicação e cuidado com a nossa Santa Casa…Aos nossos queridos “Doutores” nosso muito obrigada!!!

“Ser palhaço não é simplesmente pintar o rosto, vestir-se engraçado ou colocar um nariz vermelho. Ser palhaço é um ideal de vida, é você que escolhe e acolhe o universo encantado envolvido nisso. A recompensa não vem em forma de pagamento material, pagamento espiritual é o que recebemos. O sorriso extraído no rosto de cada criança é único e exclusivamente seu, você batalhou e conseguiu. Viva o besteirol e a todo sorriso frouxo.”

Dr. Super Bem.

 

Saiba Mais

A Realidade do Atendimento Médico e os Pacientes Difíceis

Estudo mostra que pacientes com comportamento considerado difícil têm até 42% de chances à menos de serem curados.Um dos grandes desafios na saúde hoje no Brasil é manter a qualidade do atendimento e os resultados em meio ao caos em que vivemos. A situação precária na maioria dos hospitais brasileiros é apenas um dos fatores à ser contabilizado e o preço no final quem paga é sempre o paciente.

Quando analisamos os fatores envolvidos no desfecho de um atendimento ao paciente no setor de Pronto Socorro e Pronto Atendimento, percebemos a quantidade imensa de variáveis envolvidas no resultado e na qualidade do serviço prestado. Para se ter uma ideia, um paciente atendido, faça um Raio X, colha exames de sangue e seja medicado, passa pelas mãos de no mínimo 8 profissionais: porteiro, recepcionista, enfermagem de triagem, médico, técnico da 23 de agosto de 2016 coleta de sangue, bioquímico para análise do sangue, técnico de Raio X e técnico de enfermagem que irá medica-lo.

Em se tratando de um número grande de variáveis e de seres humanos envolvidos começamos então a entender a quantidade de coisas que podem alterar os resultados finais. Se um aparelho estiver descalibrado, se o sangue sofrer hemólise durante a coleta ou se a incidênciado Raio X não ficar boa para citar alguns exemplos, o médico não terá todos os dados necessários para fechar o diagnóstico, que normalmente em um setor de urgência já é limitado considerando que tudo saia perfeito.

Aqui entra então mais um fator que foi descrito em dois estudos realizados pelo renomado Erasmus Medical Center em Rotterdam e publicado em março deste ano: a capacidade de acertar o diagnóstico pelos médicos diminui ao se tratar pacientes considerados “Difíceis”. Neste estudo foram analisados pacientes agressivos, poliqueixosos, pacientes que questionam a capacidade do médico, pacientes que ignoram as ordens médicas, pacientes desanimados com sua condição e pacientes que acreditam que seu caso não tem cura.

realacao-paciente-medico

Os resultados mostraram que nestes tipos de pacientes os médicos têm incríveis 42% à mais de chances de não acertar o diagnóstico e consequentemente dos pacientes receberem um tratamento incorreto que não vai ajuda-lo a se recuperar. O estudo sugere que o comportamento dusruptivo do paciente captura a atenção dos profissionais de saúde em detrimento à atenção necessária para a análise do caso.

A mensagem mostrada nestes estudos é clara e nos mostra como a atitude pessoal influência não apenas as pessoas ao nosso redor como também nosso próprio destino: pacientes que seguem as orientações médicas, acreditam no tratamento e tem atitudes de modo geral positivas têm uma chance muito maior de se curar.

Saiba Mais

Funcionário Nota 10 – Julho/2016

Saiba Mais

SCMP: Projeto funcionário Nota 10

O projeto funcionário nota 10 foi lançado com o intuito de valorizar a nossa equipe, pois acreditamos que cada colaborador é a peça fundamental para o sucesso da nossa Santa Casa.

O funcionário NOTA 10 pode ser escolhido por demonstrar comprometimento com os valores da empresa, tendo, por exemplo, sua competência reconhecida por clientes, colegas de trabalho e seus superiores.

A avaliação será baseada na sua produtividade, ou seja, alcançando as metas almejadas pela empresa em um sistema de igualdade implementado em todos os setores de trabalho.

Nos meses de Junho e Julho foram escolhidos sete funcionários nota 10 por mês, e nos meses de Agosto e Setembro foram escolhidos dez funcionários nota 10 por mês.

A recompensa ao funcionário NOTA 10 será a divulgação de sua foto através de uma plaquinha na parede e a quantia de R$100,00 no final de cada mês como em gratificação em folha de pagamento.

Funcionário Nota 10 | Maio

Magda Maria Rosada Camargo

Maria Ap. de Freitas Domingos

Odair Correa

Moises de Jesus Alves

Carlos Eduardo Strabelli

Maria Santos da Cruz

Valdirene Mendes Silva

Funcionário Nota 10 | Junho

Ana Paula Leme

Jessica Caxias Bento

Dayane Eufrosina Scatoline de Godoy

Livandro de Freitas

Maria Santos da Cruz

Valdirene Mendes

Andreza Cairize Zero

Saiba Mais

Parceria em rede: Projeto “Alta Responsável” envolvendo Estratégica de Saúde da Família e equipe multidisciplinar da Santa Casa.

Realizou-se hoje no Centro de Especialidades Médicas (CEM), uma reunião de articulação entre profissionais médicos e enfermeiros da Atenção Básica de Saúde e Assistência Hospitalar da Santa Casa.

O motivo deste encontro foi aproximar  os envolvidos  no atendimento do paciente durante a alta hospitalar e organizar o  fluxo adequado para a continuidade da assistência necessária.

Considerar que a alta responsável vem sendo norteada  por diversos documentos, sendo os principais:

  • Portaria do MS nº 3.390 (Brasil, 2013) Politica Nacional de Atenção Hospitalar;
  • Lei Orgânica nº 8.080
  • Portaria nº 3390 de 30/12/2013
  • Resolução SS nº 13, de 05/02/2014

Os objetivos deste processo de trabalho são:

  • Reduzir as reinternações;
  • Continuidade da assistência a saúde;
  • Preparo do cuidador e seguimento das ações na atenção básica (AB);
  • Acompanhamento da evolução da doença;
  • Maior participação da família nos cuidados necessários com o paciente, principalmente aos portadores de hipertensão arterial sistêmica  (HAS)  e diabéticos (DM).

A reunião foi bastante proveitosa e várias sugestões foram colocadas e muitas  contribuirão para melhoria no atendimento, o próximo  passo neste projeto é ajustar o protocolo proposto, validar o mesmo,  através da avaliação do  diretor técnico do hospital, Drº Octávio Morales.

As enfermeiras coordenadoras Nelsimare Ferrari (Santa Casa) e Ana Paula Oliveira (ESF), juntamente com a assistente social do hospital Tatiane Tiago, as quais se responsabilizaram em divulgar aos demais profissionais, que na prática atuam neste contesto de continuidade da assistência aos usuários do sistema único de saúde (SUS), pensando na integralidade das ações e reabilitação dos pacientes.

Saiba Mais